segunda-feira, 25 de maio de 2009

Da fauna africana e os concursos públicos...


Ontem eu fui fazer prova de concurso público: Assistente Técnico-Administrativo do Ministério da Fazenda, com salário de até R$ 2.590,42 (o que eu num sei pra ti, mas pra mim é uma fortuna!)

Mas enfim: não estudei.

“Como é que tu queres passar sem estudar, Polary?”, o caro leitor pode me perguntar. E eu respondo: “Eu estou fazendo minha monografia e sou muito tapado pra conseguir estudar pra duas coisas ao mesmo tempo e quero estar focado só nela, pra que saia um bom trabalho.

Mas enfim... como só passa em concurso quem faz a prova, lá fui eu. Sem a mínima vontade, é verdade, pq como eu respondi pra papai, que disse que era pra eu ir fazer a prova, “porque vai que acontece uma zebra e tu passas”, teria que ser a população inteira de zebras da África pra que eu passasse nesse concurso, mas tudo bem...

Acordei praticamente de madrugada (11h30min), tomei um banho, engoli um copo de quik de morango – sim, ainda existe, e eu tomo! =D – peguei o carro e fui. Porque aí começa a sacanagem: eu moro do lado do CEGEL e da Faculdade São Luís, que também tava tendo prova, mas claaaaaro que eles tinham que ser pessoas muito boas e me jogarem lááá na FAMA, do ooooooooooutro lado da cidade!

Só sei que fui, né verdade? Depois de pegar um engarrafamento medonho, chego lá no local de prova... subo, enquanto vou reparando em quanta gente feia fazendo o concurso! Sério: tomara que não passe aquele povo que fez prova comigo lá, pq senão o MF vai ficar lotado de gente feia, pra lá! =D

Mas ta... subo até o último andar, onde era a minha sala. A fiscal que tava fazendo lá o “cara-crachá”, uma buchudinha (grávida) peluda era morta de lerda, e tinha uma fila básica pra entrar na sala. Pego meu celular pra ligar pra uma amiga enquanto espero, quem disse que tinha sinal?! Um horror! Guardei de novo o cel e esperei, enquanto conseguia entrar...

Entrei, descobri que além de prenha e peluda, a tal fiscal ainda era fanha. “Pra que diabos Dells deixa um ser humano desse respirando? Só pra tomar o ar que pessoas bonitas poderiam respirar? Dells realmente é um fanfarrão!”, pensei, enquanto entregava meu celular pro outro fiscal que tava se achando pq tava usando uma camisa falsificada da Nike... Mas ta, isso é asusnto pra um outro post!

Escolhi uma cadeira longe do vento do ar-condicionado e esperei a prova começar. Veio uma outra tia lá, morta de agoniada, pq por causa da lerdeza buchuda-peluda-e-fanha, a nossa sala era a única que ainda não tinha começado a aplicação das provas...

Enfim, entregaram as provas e lá fui eu!

A primeirinha era a prova de português, que eu achei fácil. Trabalhosa, porém fácil. Só fiquei meio que na dúvida em uma questão... “Famigerada” também quer dizer “Famosa”, gente?! Mas ta... prova de Português, ok.

Logo em seguida vinha a de raciocínio lógico-quantitativo. E foi aí que eu vi que eu só posso ser doido mermu! Gente, eu não consegui fazer UMA questão daquilo ali! Juro que eu ainda rabisquei um pouco, tentei umas regras de três, talz... mas não deu!

Mas sério, sente o naipe da questão:

23- Entre os membros de uma família existe o seguinte arranjo: Se Márcio vai ao shopping, Marta fica em casa. Se Marta fica em casa, Martinho vai ao shopping. Se Martinho vai ao shopping, Mário fica em casa. Dessa maneira, se Mário foi ao shopping, pode-se afirmar que:

a) Marta ficou em casa.

b) Martinho foi ao shopping.

c) Márcio não foi ao shopping e Martinho foi ao shopping.

d) Márcio e Martinho foram ao shopping.

e) Márcio não foi ao shopping e Marta não ficou em casa.

Sério: me diz pra quê que eu preciso saber se esses porras foram pra casa ou pra shopping? E porque diabos todos eles tem nomes parecidos?! Quer saber? Eu tomara é que a casa deles seja atingida pela enchente, que o ônibus que eles peguem pra ir pro shopping - sim, pq se só vai um de cada vez pra lá, deve ser uam família de gente lisa - seja tomado de assalto (porque, segundo a mesma prova, numa outra questão, a expressão "tomar de assalto" tem mais ofrça semântica do que simplesmente "assaltar") e/ou que o shopping exploda com eles tudinho dentro! Hunf! [a maldita mode off]

Aí começou a merda... foi uma questão ilógica atrás da outra... até que, pro meu desespero, começaram as provas de Direito... a única coisa que eu pensava era “Por que diabos eu num segui a vontade de papai e fiz Direito, meu Deus?! Ow, se arrependimento matasse!”

Ou seja muito provavelmente eu não vou passar nisso. Acabei de descobrir que acertei realmente todas as de português e de informática, mas como não lembro as outras – pq eu só chutei adoidado – eu tenho certeza que na fui tão bem assim.

Preciso criar uma técnica pra passar... Enxaqueca sugere colocar a pesca as pernas, mas comigo num ia rolar, sou peludo demais pra isso... Quê que vcs acham de papéis na cueca? Além de ninguém saber, o volume extra ainda iria fazer sucesso! Auhsauhsau. Acho que adotarei isto pro próximo concurso, porque se não arrumar um emprego, ao menos uns pegas eu arrumo! auhsauhsuahsuah

Mas bem que as zebrinhas poderiam fazer uma convenção a meu favor, né verdade? =p

Xeru, povo! E tratem de me arrumar emprego, pq tow achando que concurso público não dá pra mim não! Ashuahs

11 comentários:

  1. HAUSHAUSHAUSHAUSAHSU


    Nem vou te contar que aconteceu tudo a mesma coisa comigo. Alberto, JB e não sei quem mais, que mora em outras cidades vieram parar na Fac. São Luis, bem no centro.

    Iêu, que tb moro bem aqui, colada à tua casa, fui fazer prova na FAMA! Deveríamos ter ido juntos, para planejar pescas telepáticas.

    Mas a prova de PRT tava mesmo um chuchu. E, igualmente, meu desespero começou com aquela porra de matemática eufemizada por "lógico-quantitativa". PORRAAAA!!! Aquilo foi o início da visao do inferno.

    Qdo cheguei na prova de Direito, dá-le letra D!!

    Ahahahha...Me ensinaram isso uma vez, entrei na ufma, então pronto! Quem sabe se dessa vez eu nao entro no MF! Muuuito dificil, mas, enfim, solidariedade, companheiro!!!! ^^

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkk
    só tu mesmo, amigo!
    vai que dá zebra, né? mtas delas!!!
    Boa sorte amigo!
    bjus

    ResponderExcluir
  3. Pola, recomendo mesmo prestar outro concurso, porque as pessoas que você viu na organização são até mais bonitinhas do que realmente o povo da fazenda. Já viu gente gata estudar matemática financeira para o resto da vida? claro que não. Esse povo prefere fazer nutrição, psicologia, comunicação, esses cursos assim que não te dão tanto retorno financeiro mas reforça sua auto-estima estética.

    Como EU fiz prova na Faculdade São Luís, posso dizer: fiquei numa sala horrível, com uma fila enorme e ainda uma mulher (também fanha e ainda de buço) que falava feito uma taquara, como se a gente estivesse preocupado com recomendações de sempre em provas de concurso. Mas ela quis a todo tempo deixar claro que nossa sala seria prejudicada com o atraso da aplicação das provas porque ali estavam os candidatos idiotas que marcaram errado a preferência do local de prova e que por isso estavam atrapalhando a organização do concurso.

    Duas meninas saíram chorando desesperadas porque a mesma senhora super-educada disse que elas eram idiotas porque se sabiam que no edital constava apresentação do documento de identificação porque tinham trazido carteira de motorista? e ainda com validade vencida? enfim...

    Agora lógica é uma coisa lógica. Acaso Márcio (piercing) tinha ido ao shopping? tu não tinha acabado de ligar pra ele? então tu saberia o resto tudim. ah merda!

    ResponderExcluir
  4. Como tu dizes: Por que eu me presto pra sair respondendo questão de prova de concurso no blog dos outros às 00h49min de terça-feira:
    Vamos lá, começando da penultima sentença:
    Se Martinho vai ao shopping, Mário fica em casa.
    Mário não ficando em casa, Martinho não vai ao shopping.
    Martinho não indo ao shopping, Marta não fica em casa.
    Se Marta não fica em casa, Márcio não vai ao shopping.. Resposta: Letra E

    Se tiver errado, é pq eu faço parte do povo bonito, que não passa nessas coisas.. preconceito, sabe coméquié.. [8)] #iludidodetected

    (Do outro lado da cidade, infitético..
    Pega Uema Ipase é 20 minutinhos.. hunf!)

    ResponderExcluir
  5. O dono do blog que quer coments revoltado com o Google, que num quer deixar o povo comentar!26 de maio de 2009 15:56

    Vamo ver se esse Google filho da puta num vai me deixar comentar aqui! Hunf!

    ResponderExcluir
  6. Ei, eu nem te conheço, achei vc no blog da Sandra (que eu nem conheço também, enfim...), mas adorei o que vc escreveu. Taí, mais um blog pra eu me viciar.
    Bjos

    ResponderExcluir
  7. ahuahauahauahauahaua... Pobre é uma pessoa sem sorte! Até quando quer ser "rico" dá merda!!

    Agooora, começa a importar umas zebrinhas da África, pra vê se com uma população perto, o negócio melhora pra tu! ahuahauahauahauahaua...

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  8. meu irmão, eu me fiz os mesmos questionamentos ao ler essa pergunta. Primeiro, imaginei que deveria ser um caos chamar essa parentada toda com nomes tao similares. os pais deveriam ficar loucos, mas enfim. boa sorte para vc, quem sabe no próximo concurso eles elaborem com outros nomes.

    ResponderExcluir
  9. Lii tuuudinho que tu escreveu... e definitivamente: TU É MALUCO DE PEDRA!!!
    nunca que eu ia passar nesse concurso!!! uahsuhausha

    ResponderExcluir
  10. ser muito burro voce hein....

    ResponderExcluir
  11. Mano, acabei de chegar do Juris concurso e hoje foi essa coisa demoníaca de lógica.... parece mágica do coperfield, vc jura que não vai dar certo... mano, akilo não entre na caixola nem com reza braba, mermão!!!!

    ResponderExcluir